14.4.16

Foi colhida mais uma rosa do jardim de Deus

Sempre achamos que a vida de nossos pais é eterna. Que eles nunca irão morrer. Quando isso acontece, parece apenas um pesadelo e que vamos acordar e tudo vai ser como antes.
Nesses últimos meses que se passou meu pai não andava muito bem com sua saúde. Mas estava mantendo sua rotina normal. Ele vinha falando que iria partir logo.

Em Fevereiro ele fez aniversário, quando liguei pra ele e falei parabéns, ele disse pra mim que já estava chegando sua hora.
Na segunda-feira dia 11 de Abril, eu tinha algumas coisas para resolver fora, mas antes queria deixar a casa arrumada.
Eu estava aspirando a casa quando eu enxergava meu pai no caixão. Eu pensei que fosse coisa da cabeça. 

Sai fazer meus afazeres e voltei pra casa era quase duas da tarde. Logo que cheguei minha irmã me informou que meu pai tinha passado mal dentro do Correios, e tinha sido levado desacordado para o hospital. Mas um detalhe: Eu moro quase 250 quilômetros longe deles.
Não levou muitos minutos já chegou o recado que ele tinha falecido.

Ele saiu no período da manhã naquele dia, chegou a casa, almoçou, e falou para minha mãe que iria à UBS resolver alguns assuntos e passaria no Correios pegar correspondência. Mas tanto o posto de saúde e os Correios são pertinho da casa dele. E também ele fazia isso quase todos os dias.

Disseram que ele foi à UBS, foi no Correios e até minha amiga que trabalha lá, disse que ele chegou brincando como sempre fazia, e ela disse brincando pra ele:
-Sr. João, hoje não tem conta para o senhor pagar.

Ela abaixou a cabeça porque ela estava escrevendo, quando ela ouviu um barulho e quando olhou ele já estava caído. Ele saiu de lá, já em óbito.

Viajei quase três horas para poder dar o último adeus a meu pai. Ele foi velado na funerária central de ITABERÁ-SP.
Chegando lá, já estavam fazendo o funeral dele (somos da CCB), e o irmão da fé que estava se pronunciando disse que no domingo (dia anterior) ele foi congregar lá no sítio onde meu pai era porteiro. E que na palavra, Deus estava falando para alguém que estava ali, que aquele seria o culto mais lindo. Que seria o último culto de sua vida.  O irmão que tinha lido a palavra no culto anterior disse:
-Ontem o irmão João estava no culto, e hoje estamos aqui velando ele.

No caixão, meu pai parecia que estava dormindo.
Conversando lá com uma vizinha do meu pai, ela me contou que na sexta-feira meu pai foi ao mercado dela e falou pra ela que era pra ela somar a conta dele, porque ele iria embora. Ela perguntou:
-Mas para onde o irmão João vai?
Então, disse que ele brincou vou para Sorocaba, com a Nice.

“Para concluir minhas palavras, é que a única certeza que temos é que um dia vamos morrer. Nascemos e morremos. Porque saímos de casa, mas não sabemos se voltamos. E pedir consolo de Deus”




7 Comentários :

  1. Anônimo14.4.16

    Meu Jesus!
    Deus é perfeito no que Ele fala.
    Estaremos orando pela família.

    Sandra Albuquerque

    ResponderExcluir
  2. Liliane14.4.16

    É triste e lindo, ao mesmo tempo. Mas Deus não falha. Chegou a hora que Ele marcou, nós um dia iremos nos encontrar no céu. Deus confortará vocês. Fique na benção.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo14.4.16

    Jesus já tinha marcado o encontro com seu pai. Sei que toda família chora nesse momento. Mas Deus tinha que receber em sua Glória. Fique firme e não desanimes. Deus é contigo e os seus. Deus jamais falhará. Ele toma caminhos que não esperamos e nem queremos, mas aos olhos de Deus é tudo perfeito. Ele foi um varão, um homem abençoado. Deus continuará derramando as bençãos sobre sua família. Como você escreveu: Um dia todos nós nos encontraremos.

    ResponderExcluir
  4. Minha querida, temos certeza da morte, mas é imensamente dificil conviver com ela. Faz um ano e meio que perdi meu pai e não há um único dia que eu não sinta muita falta dele. Era meu amigo, confidente. Cuidei dele nos ultimos cinco anos que antecederam sua morte. Estava debilitado fisicamente, mas com uma cabeça maravilhosa. Hoje me falta ter o colo, dar o colo... Um vazio imenso, mas ao mesmo tempo a gratidão pelo pai presente e amigo que tive.Tive e tenho, pois em mim ele está presente.
    Que Deus abençoe e conforte o coração de vocês. Assim como creio que reencontrarei o meu pai um dia, sei que assim acontecerá com vc.
    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  5. Fique bem Silmara.
    Seu pai está bem.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo15.4.16

    sem palavras, silmara.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo12.5.16

    Que Deus conforte a família

    ResponderExcluir