18/03/2012

Dona de casa efeito Cinderela

Fotos: Google Imagens



(...vale apena ler...)


História Dona Mel

Dona Mel era dona de casa. Adorava se vestir bem, mas quando ficava em casa, não gostava de se arrumar.
Ficava em casa com roupas furadas, gastas do tempo. Mas em seu armário, ela tinha centenas de pares de sapatos e faltava até espaço para guardar suas roupas, porque cada vez comprava mais.
Um dia, a irmã de Dona Mel disse:
-Mel, você é tão chique! Mas fica em casa com roupas tão velhas que até mesmo, não era para ser usada mais. Você tem condições, minha irmã. Seu armário é cheio de roupas e sapatos, e olha sua situação?
Mas Dona Mel, deu risada e disse que queria aproveitar suas roupas até o último que podia.
Quando Dona Mel saía à noite, ela ficava linda! Uma mulher fina e elegante. Irreconhecível!
Dona Mel, só mudou seu hábito de se vestir, alguns anos antes de morrer. Ela disse que pra onde  iria, não iria levar seu armário de roupas com ela.
Depois que mudo seus hábitos, disse que acabou se sentindo mais feliz em casa, quando se olhava no espelho e se via bonita também nos momentos  dona de casa.

História Dona Lala

Dona Lala, também dona de casa acostumava ficar em sua casa com roupas batidas (camiseta furadinha, calça manchada de água sanitária...) quase sem  ou sem bijuteria,  "mas" sempre limpinha, porque higiene pra ela era em primeiro lugar.
Quando ela ia sair de casa, ela se produzia. Colocava a melhor roupa que tinha no armário, se maquiava, anéis, brincos, pulseiras, etc...
Ela começou observar, que quando encontrava com algumas pessoas que a conhecia,  essas pessoas não a cumprimentava.
Começou achar que era por algum problema pessoal. Mas depois de tanto pensar, chegou à conclusão que, "essas" não as reconheciam por verem sempre ela "mal arrumada" em casa.
Um dia, ela encontrou uma delas e quando foi para cumprimentá-la, a pessoa abaixou a cabeça. Ela ficou triste. Quando ela estava entrando em sua casa, a pessoa  reconheceu quem era.
Passado alguns dias,  essa pessoa em especial, veio e pediu desculpas a Dona Lala, e complementou dizendo que ela não reconhecera, porque ela estava muito diferente!
 Mais bonita e bem arrumada!
Dona Lala, ficou chateada que até chorou quando ficou sozinha.
Porque ela não se vestia na casa assim porque gostava, e sim pelos problemas financeiros que vinha enfrentando, procurava deixar o melhor que tinha pra quando ela fosse sair.

Moral das Histórias

Dona Mel, tinha condições financeiras pra ficar mais bem apresentada pra sua família. Talvez ela achasse esse detalhe uma "bobagem", mas quando ela mudou, ela viu que fez bem para o seu ego. Seu marido sempre a elogiava com mais frequência.
Nos momentos "amélia" ela se sentia muito mais feliz!
Porque a autoestima se elevou.

Dona Lala, queria se sentir mais bonita  mesmo cuidando de casa, da família, dos afazeres... Mas ela era tão limitada financeiramente que não podia dar esse "luxo" á ela.
E que ela sentia até certo julgamento por parte das pessoas. Que se ela saia toda arrumadinha, porque não ficar toda arrumadinha em casa?

Dona Lala se sentia um pouco Cinderela. Ao voltar para sua casa, a carruagem virava abóbora!

(Texto: Silmara Freitas)
Tudo na vida passa!
Faça o melhor, para você viver  melhor com você mesmo!
Não julgue pela aparência.
Nem sempre o que aparece ser, é.
Às vezes mudar nossos hábitos quando podemos, faz muito bem a alma!

5 Comentários :

  1. Olá querida, lindas histórias, com muita verdade!!Uma excelente semana!!Super bjs

    ResponderExcluir
  2. Anônimo19.3.12

    SIM. O TEXTO É ÓTIMO E RETRATA A VIDA DE MUITAS MULHERES. EU PROCURO FICAR BEM ARRUMADA EM CASA, PORQUE QUANDO PRECISO SAIR DE REPENTE NÃO DÁ TEMPO NEM DE FICAR NO ESPELHO. BEIJINHOS

    ResponderExcluir
  3. oi, silmara!
    bem legal essas estórias!
    adoro estar na minha casa e gostaria de ter mais tempo para cuidar dela e dos meus amados marido e filhos.
    cuidar da casa também é uma opção de trabalho, não acha?
    por mim, essa seria a escolha, mas, não dá.
    um beijão e excelente semana pra você também.

    ResponderExcluir
  4. duas historias que fazem pensar ...
    eu costumo estar em casa de fato treino muitas vezes mas dá que pensar, talvez mude esse habito ...

    No meu blog deixei um selinho para si. beijinho

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga, suas estórias me fizeram lembrar que um dia passei por uma situação de não ser bem tratada numa loja por estar vestindo jeans, calçando tênis e empurrando um carrinho de feira, me senti péssima e me deu vontade de sair gritando: "sim! sou dona de casa com mt orgulho!" E olha que eu não estava nenhuma maltrapilha, mas nesta loja as pessoas estavam acostumadas a me ver de salto alto e roupas mais elegantes, pois costumava sempre passar lá no horário do meu almoço qdo trabalhava fora, mas dps que me tornei uma dona de casa de fato, passei lá num dia de feira e ninguém nem olhou pra minha cara, fui ignorada totalmente. Eu penso que a dona de casa não deve se descuidar da aparência e nem andar mal vestida, mas também não precisa fazer a feira como se fosse a uma festa, há momentos e momentos e pra mim uma pessoa elegante é aquela que trata a outra com respeito e educação.
    É isso, amiga!
    Tenha um lindo dia, fica com Deus!
    PS: Respondi o seu e-mail.
    Bjsss
    Si

    ResponderExcluir