07/05/2012

Mundo Pet

Hoje, vou falar de uma “Estrela”.  Mas não é da seção de entrevistas “Estrelas da Casa”. Ela é estrela do Mundo Pet. Vou falar de Ana.

Ana Claudia é autora dos blogs Mundo Pet e Minha Vida Pet. Ela é fotógrafa e estudante de Publicidade.  Trabalha de fotografar animais para uma ONG em Campinas- SP e CCZ de Hortolândia-SP. Faz trabalho voluntário em feiras de adoções e no abrigo, ajuda a divulgar os animais que precisam de ajuda.

A Ana Claudia perdeu um de seus melhores amigos recentemente, o Jack.
Até ela fez um emocionante post de declaração de amor pra ele, clique aqui para ler. Quando li chorei muito. Quem já sofreu a dor da perda de seu melhor amigo, sabe o que é. Vale a pena você ler!




Abaixo vou deixar os links dos blogs e do site de Ana Claudia para você dar uma espiadinha e conhecer melhor seu trabalho.


Quem gosta dos animais, vai gostar dela.É emocionante o trabalho que ela faz.

Foi um prazer imenso conhecer seu trabalho pela web.





6 Comentários :

  1. ai q legal a sua historia com o Max. q bom q agora ta td certo.
    tenho 2 cadela e um cachorro sao eus filhos, meus amores.
    Beijos!
    boracozinhar-lu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amiga estou chorando muito, lembrei demais do meu Hércules que perdi a quase 5 anos.
    Imagino como você deve ter ficado ao lê aquelas palavras, quartas lembranças você teve da sua menina.
    Mas temos que aprender a viver sem eles, mesmo que a saudade fique ali, escondidinha esperando só um momento certo de voltar.

    Beijão amiga,

    Alessandra Soares

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo carinho! Nesse mundo de amigos dos animais, conheci muita gente especial... e você é uma delas. Obrigada de coração por tudo!! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ai....... tô aqui chorando agora.......

    ResponderExcluir
  5. Oi Silmara, que trabalho bonito que faz a
    Ana.
    Eu também tenho um gato e uma cachorra que eu adotei, pois estavam jogados na rua.
    Muito legal a sua história com o Max.
    Ter bichinhos em casa é tudo de bom não é mesmo?
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá amiga,
    Que histórias lindas! Quando eu era criança a minha casa tinha muitos bichos, cachorro, passarinhos, patos, paturis, galinhas, papagaios e até uma aranha, a Charlote. E eu sofri por cada um deles. Tinha o Arapinha, um patinho que foi criado dentro de casa junto com a gente até que um dia ele botou um ovo e então descobrimos que era uma pata, rs. Eu sofri muito, chorei muito a perda deles, cada um de uma forma diferente. Depois disso eu decidi que não quero mais sofrer, embora eles nos trazem muita alegria, mas sempre fico com medo que eles me deixem e sei que um dia isso vai acontecer, então, optei por não ter mais pets, foi uma decisão difícil, às vezes tenho recaídas, mas firmo o meu pensamento... a minha pior dor foi quando levaram meus papagaios embora, anos e anos na nossa família, eles eram a alegria da casa, mas faziam mt barulho e um vizinho ligou para o IBAMA e os policiais da florestal foram em casa e levaram eles embora, tentamos de todas as maneiras recuperá-los, contratamos advogados, foram meses e meses de angustia e tristeza, até que conseguimos, mas o fiscal do IBAMA fazia de tudo para dificultar as coisas, exigia muito, até que construíssemos uma fonte para eles, só faltou pedir para que plantássemos umam floresta no nosso quintal, todos os meses o fiscal ia em casa, fazia um relatório sempre desfavorecendo a gente e sempre ameaçava dizendo que qq coisa que acontecesse aos papagaios a gente ia responder processo, meus pais ficaram mt aborrecidos e um dia meu pai disse ao fiscal do IBAMA, então pode levá-los, se aqui não está bom e a gente não tem condições de criar então leva e eles levaram embora, foi a maior choradeira em casa, fiquei muito triste, magoada com toda aquela situação e jurei pra mim mesma que nunca mais ia ter animal nenhum e assim foi feito até hoje. Meus amigos me dizem que estou sendo dura comigo mesma, pode ser, mas é melhor assim...
    E ainda fico pensando na Nina e no Chiquinho, respectivamente a cachorrinha e a calopsita da minha mãe, vou sofrer muito qdo eles se forem. A Nina já é uma idosa, com seus quase 17 anos, já não late mais, não consegue mais comer pão... não enxerga mais direito... já estou sofrendo antecipadamente, nem gosto de pensar...
    É isso amiga, falei demais e já estou aqui chorando pelos meus bichinhos que já passaram pela minha vida.
    Beijo grande
    Sileni
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir

Bolo de Fubá e Goiabada